Manipulação

Além dos remédios industrializados, no Brasil temos acesso aos chamados medicamentos manipulados ou magistrais. Nesse caso, o médico indica na receita uma combinação com as doses exatas das drogas que ele pretende prescrever ao paciente. O remédio é, então, produzido sob demanda por uma farmácia de manipulação a pedido do paciente.

Os manipulados costumam ser até 20% mais baratos do que os produtos industrializados. Outro ponto positivo dessa modalidade é o fato de a receita poder ser adaptada de acordo com o organismo de cada um. Se uma pessoa, por exemplo, possui algum tipo de alergia a algum componente do medicamento, o médico poderá substituí-lo por outro similar e evitar o desconforto ao paciente.